Rss Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Um breve balanço

    1 de janeiro de 2008

    E porque não começar o ano com aquele sentimento de otimismo? Aquele pensamento de que tudo vai dar certo. Que mal há nisso? Mesmo sabendo que, ao final, nem tudo vai dar certo, algumas coisas vão dar muito errado, outras não vão sair do jeito que se queria, outras ainda vão ser terríveis surpresas. Tenho certeza, porém, que muita coisa vai dar certo, outras coisas vão ser melhores do que se esperava e outras ainda vão ser agradáveis surpresas.

    Em 2007 foi assim. Vi que tinha amigos de verdade. E com esses amigos eu viajei por aí. E como viajei. A esses amigos só tenho a agradecer e agradecer, sem medidas. De outros amigos me distanciei, e senti saudade, mas amizade que é amizade mesmo não acaba, como dizem por aí. Alguns amigos reencontrei e matei saudade. Com uma amiga dancei. E como foi bom dançar! Me aventurei na dança de salão e gostei. Tintintum. Inesquecível. Tive o melhor baile de formatura do mundo. E tenho saudades de vocês, colegas e amigos de turma! Comecei a estudar de novo e não quero parar.

    Uma palavra pra definir este meu ano: EXPERIÊNCIA. Tanta experiência que parece que foram 10 anos dentro de um. Experimentei muito. Experimentei voltar atrás, e não deu certo. Experimentei passar noites em claro bebendo e me divertindo com meus amigos, e me diverti. Experimentei algumas coisas pela primeira vez – umas gostei, outras descartei. Escrevi muito. Experimentei escrever sobre mim e criei um blog. E gostei. Arrisquei. Fui “obrigado” a parar de escrever, e deixar de lado uma das minhas grandes paixões. Por quê? Ainda não sei, mas to descobrindo. E se um dia achar q não valeu a pena, eu volto. Com isso tive que “deixar” pra trás grandes amigos. Jornalistas, sinto falta de vocês!

    Superei um amor e amei de novo. Achei que não aconteceria (está aí uma daquelas agradáveis surpresas). Vivi um “grande amor”. E valeu a pena. Foi, mas valeu a pena. Me despedi da minha irmã, que foi pra longe. E senti saudades. Fiquei mais perto do meu irmão e gostei muito (uma das melhores companhias que eu já tive). Percebi que meus pais são os únicos que vão estar do meu lado pra sempre – porque muitos amigos vem e vão.

    2007 foi o ano que valeu a pena. Todas as maluquices, porres, amizades, lágrimas, mudanças. Foi o ano das mudanças. (Aliás, estou de mudança: moro no rio definitivamente a partir de amanhã). Mas a maior mudança foi dentro de mim. Mudei drasticamente algumas maneiras de ver o mundo, e gostei. Aprendi com o mestre Aluízio que tudo o que está cristalizado não é bom e que o melhor é a constante mudança. Tive a coragem de largar velhas traquitanas e enchi a minha vida de novidades.

    É por isso que faço esse balanço de 2007 e começo 2008 com otimismo sim, apesar de saber que nem tudo vai ser do jeito que eu quero. Sei de uma coisa: vai ser o melhor pra mim.


    O Ano

    (Carlos Drummond de Andrade)

    Quem teve a idéia
    De cortar o tempo em fatias,
    A que se deu o nome de ANO,
    Foi um indivíduo genial,
    Industrializou a esperança,
    Fazendo-a funcionar
    No limite da exaustão.
    Doze meses dão para qualquer ser humano
    Se cansar e entregar os pontos.
    Aí entra o milagre da renovação
    E tudo começa outra vez, com outro número.
    E outra vontade de acreditar
    Que daqui por diante vai ser diferente

    | |


  2. 10 comentários:

    1. Anônimo disse...

      2008 c/ mais MUDANÇA!
      Palavra que quase sempre vem seguida de medo,insegurança,desconforto,rejeição.Seria ela realmente,esse 'Bicho de sete cabeças'?Para você pude perceber que não foi bem assim e nem está sendo assim.
      É isso aí,a vida p/ ser vivida realmente pede mudança e se você luta contra isso cedo ou tarde ela te 'obriga' hehehe.Mudando ou não ,distante ou sumido você sempre vai ocupar um lugar muito bonito no meu coraçao.Te amo amigo.Tudo de melhor nesse novo ano -2008- com muito otimismo e certeza de que o melhor sempre estara em seu alcance.

      Thais Miranda

    2. Este comentário foi removido pelo autor.
    3. no inicio de 2007, li a frase de um amigo que dizia: "esse vai ser o meu ano".. e foi aê que peguei inspiração para fazer de 2007 o MEU ano tb..
      é meu amigo.. quanto coisa aconteceu.. lendo seu breve balanço veio um filme na minha cabeça..
      certeza que momentos parecidos vivemos.. foram inúmeras novidades, surgiram amores novos, aprendemos um tintintun..
      e veja só, até coisas "do nada" aconteceram.. rsrs
      também houve momentos ruins.. mas como diria os filósofos: "que graça teria a vida se fosse toda perfeita?"
      Para 2008?? que seja a continuação do SEU ano.. do NOSSO ano.. que toda novidade do ano que acaba, germine frutos de sucesso e felicidade.
      um grande beijo dessa amiga que dançou mt contigo nesse ano.. e não só dançou, aprendeu e curtiu mt tb..
      ahhh.. já tô com saudade!! =(
      beijãoo

    4. Daniel Rangel disse...
      Este comentário foi removido pelo autor.
    5. Daniel Rangel disse...

      Rapá, tu se supera!!!
      Qdo eu crescer, quero escrever que nem vc... Seus textos sempre prendendo as pessoas à leitura...
      Ah mulek!
      Que 2008 seja ainda melhor do que o ano das mudanças!!!
      Fui...

    6. Lucas Araújo disse...

      n deu tempo de ler
      na pressa
      mas volto em breve

    7. Felipe Cruz disse...

      Gabriel, O texto ficou ótimo. Aliás, da nossa turma de jornalismo você era um dos poucos que eu considerava que tinha o jornalismo na veia.

    8. Rozelaine disse...

      Amigooo

      Quem disse que não leio seu blog? Pois é, resolvi dar uma olhada e amei td o que li. Você realmente é muito boomm ( no bom sentido é claro). E, com certeza, será um eterno jornalista de sucesso. Não páre de escrever nunca tá?? Te amo, bjs bjs
      Roze

    9. Rozelaine disse...

      Amigooo

      Quem disse que não leio seu blog? Pois é, resolvi dar uma olhada e amei td o que li. Você realmente é muito boomm ( no bom sentido é claro). E, com certeza, será um eterno jornalista de sucesso. Não páre de escrever nunca tá?? Te amo, bjs bjs
      Roze

    10. Lucas Araújo disse...

      voltei!
      e gostei do que li. hehe
      o texto está muito bom, e gostaria de ressaltar minha parte preferida:
      "Fiquei mais perto do meu irmão e gostei muito (uma das melhores companhias que eu já tive)."

      Digo o mesmo irmão.
      Senti sua falta esse fds.
      Já melhorou?

      Abraço!