Rss Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. CD original

    12 de junho de 2007

    Nos tempos em que a música virou artigo de luxo - preços estratosféricos nos CDs e shows - comprar um CD original é raridade. Este blogueiro só compra, quando acredita valer a pena. E na semana passada comprei. "It wont be soon before long", da banda americana Maroon 5, é um CD original. Original no som, nos arranjos que misturam blues e funk transformado num pop experimental. Não é um pop redondo, daqueles com refrões que grudam nos ouvidos e acabam enjoando. É um pop cheio de ritmo, grooves empolgantes. "It wont be soon..." é daqueles CDs que reservam o melhor para o final. As duas últimas músicas são a obra prima do disco. Daquelas que dá vontade de escutar e escutar várias vezes até aprender. "Back at your door" é uma balada blues carregada no piano do segundo homem da banda, Jesse Carmichael. A letra, do vocalista Adam Lavigne, fala de alguém que foi abandonado e ainda não aceitou. "Infatuation", última do disco (faixa bônus), é o exemplar de funk, só que com beats R&B modernos. A letra é sobre paixão (infatuation). Como todo disco, que tem seus altos e baixos, o novo do Maroon não deixa por menos. Começa forte, misturando soul, funk, R & B. "If I never see your face again", "Makes me wonder" (a música de trabalho", "Little of your time" (perfeita), "Wake up call" e a balada "Won't go home without you" entoam como se o CD não fosse acabar. Mas a enxurrada de baladas que vem depois, esfria o som do disco. Não são baladas ruins, muito pelo contrário. Só que, todas juntas em seqüência, desanimam. Parecem mais do mesmo, mas não são. Belas letras, que não falam apenas de amor, marcam presença nas faixas "Nothing lasts forever", "Good night, Good night", "Not falling apart" e "Better that we break". Ótimo CD, boa pedida para quem quer comprar original. Um pouco sobre a banda O rock alternativo misturado ao blues e funk do Marron 5 foi a revelação de 2004 nos Estados Unidos e conquistou também o Brasil. O CD de estréia do Maroon, "Songs about Jane" vendeu mais de três milhões lá fora e ganhou disco de ouro nas terras tupiniquins e teve algumas de suas faixas - "This love", "Sunday morning" e "She will be loved" - figurando entre as mais tocadas nas rádios daqui. A história da banda começou no meio da década passada. O Maroon 5 é oriundo do grupo Kara’s Flowers, que existiu entre 1995 e 1999. O Kara’s era formado pelos amigos de escola Adam Levine (vocal e guitarra), Jesse Carmichael (teclado), Mickey Madden (baixo) e Ryan Dusick (bateria). O grupo alcançou sucesso em Los Angeles tocando um pop rock com soul music e lançou o álbum “The Fourth World”. Mas a banda não emplacou no resto do país e, em 1999, resolveu parar. Adam e Jesse foram para Nova York, onde começaram a ouvir bastante hip hop e R&B. De volta a Los Angeles, eles reuniram os amigos novamente para uma segunda tentativa. Chamaram mais um guitarrista, James Valentine e formaram o Maroon 5, reformulando todo o som que tocavam anteriormente. Chamaram atenção da Octone Records quando se apresentavam na Califórnia. A gravadora fechou contrato e viabilizou o primeiro disco do grupo, “Songs About Jane”, que saiu em junho de 2002. Boa parte das canções é sobre a ex-namorada de Adam Levine, Jane. Logo após o lançamento, o grupo iniciou uma série de turnês pelos Estados Unidos, abrindo shows para Sheryl Crow, John Mayer, Nikka Costa, Counting Crows e Phantom Planet. Ao todo foram 200 apresentações. A música “Harder to Breathe”, que por acaso não fala sobre Jane, entrou nas paradas musicais e foi seguida por outro hit, “This Love”.
    | |


  2. 4 comentários:

    1. Thais Torres disse...

      Gabriel, como eu coloco essa busca no blog?

    2. Thais Torres disse...

      Ah! E como eu coloco o número de visitantes também?

      Me manda as dicas por e-mail, please! Pode ser para torresthais@globo.com

      Bjos e obrigada ; )

    3. FAEL CLEMENTE disse...

      Marron 5 é uma banda ímpar. Chegaram com uma sonoridade bem própria, o q sempre agrada.

    4. ráá.. eu VI o CD, mas naum tive oportunidade de OUVÍ-LO ainda... =)
      aki no som tem tocado mais samba atualmente.. um dia ainda consigo marcar o tintintun!! huahuahua!!
      bjuss par!