Rss Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Resolvi criar nova lista de canções. Dessa vez com os melhores duetos e parcerias musicais da minha playlist. Um dueto ou uma parceria é a reunião de músicos por vezes tão distintos, por vezes tão semelhantes, que transformam músicas já bonitas, em momentos memoráveis e únicos. Às vezes bastam dois banquinhos, um violão para que aquele instante de sintonia se materialize numa obra inesquecível para nós.

    Pra começar, não poderia ser diferente. A música se chama "Dueto", é de Chico Buarque, cantada por ele e Paula Toller (do Kid Abelha), num especial exibido pela Band, em 1985. Letra que fala da parceria no amor, inteligente como só o Chico sabe fazer. Exemplo de junção de dois universos musicais totalmente diferentes, que quando reunidos, conseguem deixar as diferenças de lado. A própria Paula fala desse embate, que ela considera burrice:

    "Recebi a fita com a música que era difícil. O nome dela era Dueto e ele costumava cantar com a Nara Leão. Eu tive duas horas para decorar a música. Melodia difícil, aquelas coisas do Chico cheias de palavras parecidas, mas todas diferentes. Cheguei lá, esperei à beça, chegou na hora de apresentar, ele olhava prum lado e eu pro outro. Ele é supertímído, eu então nem se fala. Depois ficamos tocando violão, tomando vinho, comendo pão com queijo, foi ótimo. Repito, essa história toda de verdadeira MPB versus roqueiros ou popeiros sem talento e embromadores é cascata e burrice."

    O resultado é um belo encontro de gerações musicais. Dá pra reparar que a timidez foi a tônica da parceria pelos olhares furtivos de Chico e Paula, mas que fazem todo o charme da cena. Quase sem jeito com a presença um do outro, mas com profissionalismo evidente. Destaque para a voz da Paula no início da carreira – fase em que sua afinação e timbre eram bastante criticados – e que aqui ficou doce e afinadíssima numa música cheia de nuances sutis.




    Dueto
    (Chico Buarque)

    Consta nos astros, nos signos, nos búzios
    Eu li num anúncio, eu vi no espelho, tá lá no evangelho, garantem os orixás
    Serás o meu amor, serás a minha paz
    Consta nos autos, nas bulas, nos dogmas
    Eu fiz uma tese, eu li num tratado, está computado nos dados oficiais
    Serás o meu amor, serás a minha paz
    Mas se a ciência provar o contrário, e se o calendário nos contrariar
    Mas se o destino insistir em nos separar
    Danem-se os astros, os autos, os signos, os dogmas
    Os búzios, as bulas, anúncios, tratados, ciganas, projetos
    Profetas, sinopses, espelhos, conselhos
    Se dane o evangelho e todos os orixás
    Serás o meu amor, serás, amor, a minha paz

    Consta na pauta, no Karma, na carne, passou na novela
    Está no seguro, pixaram no muro, mandei fazer um cartaz
    Serás o meu amor, serás a minha paz
    Consta nos mapas, nos lábios, nos lápis
    Consta nos Ovnis, no Pravda, na Vodca
    | |


  2. 0 comentários: