Rss Feed
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  1. Transição

    4 de novembro de 2011

    Mais incômodo do que passar por uma fase de transição em nossas vidas é nos dar conta de que estamos passando por uma fase de transição. Aquela sensação de que nos falta o chão embaixo dos pés e aquela outra de que existe um buraco no peito, inquietam.

    Na verdade, na verdade, o processo já estava acontecendo fazia tempo, mas como estávamos no meio dele, tomados por ele, ocupados com todas as demandas com as quais este bendito processo nos confronta, não percebíamos.

    E quando cai a ficha parece que fomos atropelados por uma enxurrada daquelas que derrubam o barraco construído na frágil encosta que somos. Ou então, que estamos dentro de uma panela de pressão, a todo vapor, prestes a ebolir.

    Se essas metáforas pudessem traduzir o que sentimos talvez nos sentíssemos mais serenos diante da tempestade; mais ‘sereno’ e menos ‘tempestade’. Pensamos, tentamos achar palavras* pros nossos sentimentos. Mas tudo é pouco, e nada diz realmente aquilo que passamos.

    Estamos sempre mudando, é verdade. Mas vez ou outra essa transição é dolorosa. Pegando carona no texto de uma colega blogueira, crescer dói. E sempre que nos deparamos com a necessidade natural e obrigatória de crescer, sentimos como se fosse uma violenta imposição do universo.

    A frase de Nietzsche serve apenas pra explicar nossa condição. Seria mesmo o homem uma eterna transição?

    “A grandeza do homem consiste em que ele é uma ponte e não um fim; o que nos pode agradar no homem é ele ser transição e queda”.

    E que vontade de resistir e não ir adiante. Frear o processo de queda vertiginosa. Como se pudéssemos escolher...










    *Ouvindo Móveis Coloniais de Acaju - música: 'Sem palavras'

    | |


  2. 0 comentários: